quarta-feira, 13 de abril de 2011

O tatuador foi preso no bairro Tiradentes, um dia e meio depois do crime que ocorreu em uma ponte na universidade


  • http://farm6.static.flickr.com/5183/5616271270_a834a4c9b3.jpg
  • O suspeito de ter estuprado uma acadêmica do curso de Química tem passagem pela polícia por estupro, homicídio e roubo
A Polícia Militar (PM) prendeu, por volta das 17 horas desta terça-feira (12), R.V., 29 anos, suspeito de ter estuprado uma acadêmica do curso de Química dentro do câmpus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O suspeito foi pego pelos policiais em uma instituição beneficente para tratamento de dependentes químicos no bairro Tiradentes, em Campo Grande.

R.V. foi reconhecido pela vítima e por uma testemunha por meio de fotos na manhã desta terça-feira. Com a polícia, havia vários objetos do tatuador, dentre os quais o canivete e a bicicleta. O homem tem passagem pela polícia por estupro, homicídio e roubo. No passado, R.V. Foi condenado pela morte da namorada, que estava grávida e cumpriu parte da pena. Desde o ano passado, era considerado evadido da Colônia Penal Agrícola (CPA) de Campo Grande.

Após ser preso, o tatuador foi levado para o posto do Pelotão da PM, no Tiradentes, e depois para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM).

O crime

O crime ocorreu por volta das 8 horas desta segunda-feira (11) quando a acadêmica passava por uma ponte, dentro da UFMS. O suspeito, que estava em uma bicicleta, rendeu a vítima com um canivete e iria assaltá-la, mas a levou para um matagal e a estuprou. A jovem foi socorrida por pessoas que passavam pelo local.

Policiais civis e militares chegaram a fazer um cerco na casa onde o suspeito estava, no Jardim Centenário, na noite desta segunda-feira, mas ele conseguiu escapar.
Fernando da Mata
13/04/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário