quinta-feira, 21 de abril de 2011

Homem é preso acusado de pedofilia



Ao falar com repórteres, o acusado negou o crime e disse ter sido pressionado. / Roque Navarro
21/04/2011
A ação rápida de policiais da 105ªDP após uma denúncia de pedofilia resultou na prisão de um homem de 46 anos, que teria abusado sexualmente de uma menina de apenas quatro anos, na noite de segunda-feira. O caso foi comunicado ontem de manhã ao titular da 105ªDP, delegado Marcello Braga, pelos pais da menina. Eles contaram que o acusado, que trabalha em uma creche, foi chamado para prestar um serviço na casa e teria se aproveitado de um momento de distração da mãe para cometer o abuso. “O casal me informou que o acusado foi chamado para fazer um conserto no portão do imóvel. Depois que ele foi embora, a filha deles, de quatro anos, contou o que aconteceu. A menina disse a eles: “Mãe, aquele moço que tava consertando a porta disse que ia fazer uma mágica. Foi até o meu quarto, mandou eu fechar os olhos e abrir a boca e abaixou a calça”. O fato aconteceu dentro do quarto da menina, que fica no segundo andar da casa, enquanto a mãe estava na cozinha fazendo o jantar. Uma equipe saiu para as buscas e conseguimos prendê-lo”, contou o delegado.
Para chegar ao acusado, os policiais civis foram até a creche onde ele trabalhava fazendo biscates. Eles conversaram com a diretora, que contou aos policiais que o acusado havia saído para almoçar e informou que ele morava na Estrada do Independência. “Ele foi abordado no caminho. No princípio, ele negou ter cometido o abuso. Um dos policiais se apresentou como missionário de uma igreja evangélica e disse que se de fato ele tivesse cometido esse crime seria melhor que confessasse, pois estava ali para garantir que a alma dele seria salva. Outros dois policiais disseram que o fato havia sido registrado por câmeras instaladas na casa, e então ele confessou, contando detalhadamente o que aconteceu e que era exatamente aquilo que a menina havia relatado aos pais”, explicou o delegado.
O acusado foi levado para a Delegacia do Retiro, onde foi ouvido pelo delegado Marcello Braga e preso em flagrante. De acordo com o titular da 105ªDP, o acusado vai responder por estupro de vulnerável – crime que tem pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão. Na delegacia, o levantamento da ficha de antecedentes criminais do acusado mostrou que ele tem passagens anteriores por roubo, lesão corporal e violência doméstica. A proximidade do acusado com outras crianças, em função do trabalho na creche, preocupa o delegado, que não descarta a possibilidade do pedófilo ter atacado outras menores. “Trabalhando na creche ele pode ter cometido esse crime outras vezes, pois estava próximo às crianças. Queremos pedir aos pais que eventualmente possam ter ouvido algum relato parecido de crianças que procurem a delegacia para fazer  um possível  reconhecimento. Se ele for reconhecido por outras vítimas, novos inquéritos serão instaurados e ele poderá responder por eles também. Isso é importante, pois em caso de condenação as penas dele poderão ser somadas. A diretora da creche também será chamada para prestar depoimento e nos falar sobre o comportamento dele no trabalho”, explicou o delegado Marcello Braga.
Apesar de ter admitido em depoimento ao delegado que cometeu o crime contra a menina de quatro anos, ao ser questionado pela imprensa o acusado negou o fato e disse que foi coagido a admitir um crime que não cometeu. “Eu sou inocente, sei que ninguém acredita, mas nunca cometi isso. Eu trabalho em uma creche, rodeado de crianças... nunca fiz isso, eu tive que mentir porque eles me pressionaram”, disse.
JAQUELINE RIBEIRO
Redação Tribuna

-Suspeito de pedofilia detido em Corroios

Nenhum comentário:

Postar um comentário