domingo, 17 de abril de 2011


Abuso deixa marca psicológica profunda, dizem especialistas

Crianças que foram abusadas ou tiveram imagens divulgadas podem ter transtorno de personalidade

Wesley Alcântara
Especialistas afirmam que as crianças vítimas de pedofilia sofrem diversas consequências durante o seu desenvolvimento, que se estendem até a maturidade.
"Muitas vezes, a criança que foi objeto de abuso para a produção de imagens eróticas vai desenvolver principalmente dificuldade no desenvolvimento da sexualidade e da relação de confiança", afirma Erikson Furtado, psiquiatra da Infância e da Adolescência da Faculdade de Medicina do Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto.
Segundo ele, a pornografia altera mudanças consideráveis no comportamento da criança, que passa a ficar mais agressiva. Já a queda no rendimento escolar e de queixas físicas são outros dois fatores que sinalizam a exploração.
"Há um risco elevado de a criança perpetuar o comportamento inadequado para a fase adulta", disse Furtado.
Adultos que foram vítimas da pedofilia quando crianças podem sofrer transtorno de estresse pós-traumático, transtorno de personalidade, além do quadro de ansiedade, fobia e de depressão. "São problemas emocionais que vão repercutir sobre a pessoa e também sobre sua família. Cria-se uma repercussão social muito grave".
Tratamento
Furtado disse que as vítimas, não apenas na infância, mas na fase adulta, precisam de assistência médica, que inclui sessões com terapeutas, psicólocos ou até com psiquiatras, quando é preciso uso de medicamentos para atenuar possíveis transtornos.
"Os tratamentos ajudam a aliviar e há uma boa chanche da pessoa se recuperar e voltar à vida normal".

Nenhum comentário:

Postar um comentário